É hora de fazer um balanço

Quando foi a última vez que você dedicou algum tempo exclusivo para si? Não estou me referindo aos momentos de lazer, onde cumprimos geralmente com alguma agenda pessoal ou familiar.  Minha questão diz respeito ao tempo em que dedicamos uma introspecção. Parar apenas para pensar, fazer um balanço e sentir um pouco o sentimento gostoso de solidão. Não a solidão triste, duradoura, depressiva, mas sim aquela que nos proporciona pensamentos e ideias criativas. Os alto executivos, responsáveis por gerir milhões e milhares de pessoas, queixam-se da solidão, da ausência de parcerias para debater e do pouco tempo para compartilhar.

A solidão a que me refiro é a solidão positiva. Um tempo para você, e somente você. Pode ser um dia, uma semana ou mesmo apenas uma hora. Não precisa ser um período sabático ou uma ida ao Caminho de Compostela. Pode ser simplesmente um final de semana, com uma agenda dedicada à reflexão, ou apenas horas onde, sem distrações do cotidiano, você possa prestar plena atenção em você, em seu interior. É oportunidade única para perguntar-se como você se sente, o que pensa atualmente e o que deseja em um futuro próximo. Somente olhar para dentro e avaliar seu estado atual, um check-up único e quase sem custo.

É interessante pensarmos quanto tempo dedicamos em nossas vidas para fazermos avaliações de outros macro sistemas. Avaliamos nossas organizações, estratégias, empreendimentos, projetamos a vida para nossos filhos, estudamos as finanças, a política economica e social, e não paramos frequentemente para avaliarmos nosso maior patrimônio, nosso eu. Estranho não?

Fica aqui o convite para você fazer um STOP e apenas dedicar algum tempo para fazer este balanço, você verá que o resultado pode ser surpreendente.